Entre em contato - [email protected]

Talita cumi! (Sermão do dia 03/08/16)

04 ago
Talita cumi! (Sermão do dia 03/08/16)

Marcos 5:21-24

Tendo Jesus voltado de barco para a outra margem, uma grande multidão se reuniu ao seu redor, enquanto ele estava à beira do mar. Então chegou ali um dos dirigentes da sinagoga, chamado Jairo. Vendo Jesus, prostrou-se aos seus pés e lhe implorou insistentemente: “Minha filhinha está morrendo! Vem, por favor, e impõe as mãos sobre ela, para que seja curada e viva”. Jesus foi com ele. Uma grande multidão o seguia e o comprimia.”

Marcos 5:35-43

“Enquanto Jesus ainda estava falando, chegaram algumas pessoas da casa de Jairo, o dirigente da sinagoga. “Sua filha morreu”, disseram eles. “Não precisa mais incomodar o mestre! ” Não fazendo caso do que eles disseram, Jesus disse ao dirigente da sinagoga: “Não tenha medo; tão-somente creia”. E não deixou ninguém segui-lo, senão Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. Quando chegaram à casa do dirigente da sinagoga, Jesus viu um alvoroço, com gente chorando e se lamentando em alta voz. Então entrou e lhes disse: “Por que todo este alvoroço e lamento? A criança não está morta, mas dorme”. Mas todos começaram a rir de Jesus. Ele, porém, ordenou que eles saíssem, tomou consigo o pai e a mãe da criança e os discípulos que estavam com ele, e entrou onde se encontrava a criança. Tomou-a pela mão e lhe disse: “Talita cumi! “, que significa: “Menina, eu lhe ordeno, levante-se! “. Imediatamente a menina, que tinha doze anos de idade, levantou-se e começou a andar. Isso os deixou atônitos. Ele deu ordens expressas para que não dissessem nada a ninguém e mandou que dessem a ela alguma coisa para comer.”

Enredo

Esse texto vem dizer que Jesus tinha acabado de chegar de Gadara e agora estava desembarcando na Palestina novamente. Quando Ele desembarcou, no meio de uma muvuca bem grande, um homem de nome Jairo veio e se prostrou aos pés de Jesus implorando insistentemente por uma cura a sua filhinha que tinha apenas 12 anos. O clamor dele foi o seguinte… “Jesus, minha filhinha está morrendo! Vem, por favor, e impõe as mãos sobre ela, para que seja curada e viva”.

Até então, esse tipo de pedido feito a Jesus era bem comum, pois Ele estava acostumado a ouvir esses pedidos ao decorrer do seu ministério missionário naquele tempo. Porém uma das coisas mais interessantes que a gente encontra nesse pedido, não é o teor do pedido, mas quem fez o pedido. Nada mais nada menos foi um homem de nome Jairo que era o lider dos fariseus. A expressão que o texto original traz é que ele era um dignatário dos fariseus, ou seja, ele ocupava o cargo de maior dignidade dentro da sinagoga que ele frequentava. Se tem alguém que nunca faria um pedido pra Jesus, seria esse cara. Se os fariseus tinham uma raiva excessiva de Jesus, imagine o líder desses caras. Porém ele vê em Jesus alguém muito maior que seus amigos fariseus de sinagoga… Ele vê em Jesus alguém muito mais digno que ele mesmo… Ele vê em Jesus um homem que tinha um poder de não apenas falar coisas bonitas, mas um poder sobrenatural de curar a sua filhinha de 12 anos.

Tanto é verdade que quando ele chega pra fazer esse pedido a Jesus, ele se prostrou, e o verbo usado no original pra falar dessa inclinação de Jairo a Jesus, o é o verbo PIPTEL. E uma das traduções mais fiéis desse verbo é “cair em pedaços”. Ou seja, quando ele vai fazer esse pedido, Jesus não encontra nele uma arrogância farisaica… Jesus não encontra nele uma pompa religiosa… Muito pelo contrário, Jesus encontra um pai em pedaços clamando por sua filha. Quando Jesus percebeu isso, imediatamente Ele decidiu ir pra casa de Jairo curar a menina!

Num determinado momento do trajeto, algumas pessoas vieram e deram a notícia mais cruel que um pai pode ouvir… Jairo a sua filha morreu… Não incomode mais o mestre, ela está morta!

O texto não relata a reação de Jairo, mas a reação de Jesus, sim. O texto diz… Não fazendo caso das pessoas que contaram a má notícia, Jesus disse ao dirigente da sinagoga: “Não tenha medo Jairo; tão-somente creia”.

Eles continuaram caminhando e chegaram na casa do Fariseu. Jesus encontrou algumas pessoas chorando, outras pessoas alvoroçadas, outras murmurando, a final o líder da sinagoga foi pedir ajuda pra Jesus… O seu maior inimigo. Quando percebeu o cenário, Jesus disse a frase mais sem noção que alguém pode fazer num velório… Ela não está morta, ela só dorme! Foi tão sem noção a frase de Jesus, que o povo começou a zombar e rir da cara de dEle e cai entre nós, faríamos o mesmo.

Pouco se importando com a multidão, Jesus chamou o Jairo, a esposa, os discípulos. Entraram no quarto da garota e Ele disse uma das frases mais encantadoras da Bíblia! Ele disse… Talita Cumi, que significa… Menininha/ovelhinha/, eu lhe ordeno, levante-se!

Confesso pra vocês que eu nunca conseguia entender o motivo pelo qual Jesus disse essa expressão!

De onde vem essa expressão???

Essa expressão é aramaica!

O aramaico era o dialeto de gente pobre, gente humilde, gente que não valia nada dentro daquela sociedade, ou seja, era o dialeto de gente que os religiosos fariseus como Jairo, não queriam chegar nem perto!

Em resumo…

Jesus usa o dialeto das pessoas que Jairo queria mais distancia, pra ressucitar a sua própria filhinha. Jesus queria ensinar que o movimento dele, por mais humilde que fosse era capaz de fazer o que a religião de Jairo não conseguia fazer!

Conclusão

Duas coisas aprendo com esse texto…

1.

Que assim como Jairo, possamos em todo tempo “cair em pedaços” mediante a sua presença. Que em todo tempo possamos entender qual é o nosso lugar na relação com Jesus, ou seja, em baixo e nunca em cima!

2.

Que possamos entender que alguns milagres que Ele deseja fazer, só ocorrerá se permitirmos Ele entrar nos mais profundo do nosso ser!

3.

O que pra nós é morte, pra Ele é um simple sono! O que pra nós é o fim, pra ele é um simples repouso! Por mais desastrozo que a noticia venha chegar em nosso ouvido… A última palavra é sempre será dEle!

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Soeiro

Leave a Reply